Linha de Tempo Cronologia
Cronologia
Alcides Santos
Stella FC
Fortaleza EC
Cronologia
Títulos
Curiosidades

2002



Em campanha fantástica na Série B, o time do Fortaleza liderado por Vinicius, Clodoaldo e companhia conseguiu a vaga no Campeonato Brasileiro da Série A, em 2002.

2003



O Fortaleza venceu o Ferroviário por 2 a 1, na final do 2º turno, e sagrou-se Campeão-arrastão do Estadual 2003. O gol do título saiu dos pés de Fabrício, aos 21 minutos do 2º tempo. O Tricolor terminou o campeonato com uma campanha excepcional. Foram 16 vitórias e somente uma derrota em 22 partidas, com 53 gols pró (média de 2,4 por partida) e 16 contra. Aos 43 minutos do 1º tempo, o árbitro Manuel Moita marcou pênalti do zagueiro Édio sobre Clodoaldo. Na cobrança, o Baixinho do Pici deslocou o goleiro Zezinho e abriu o placar. Na comemoração, Clodoaldo aderiu aos protestos anti-guerra e mostrou uma camisa com a frase "Paz no Mundo". Aos 13 minutos do 2º tempo o Ferroviário conseguiu o empate. Em grande jogada, Gil Bala chutou de bicicleta no ângulo do goleiro Jéferson. Aos 17 minutos o técnico Luís Carlos Cruz retirou a atacante Calmón, que não vinha repetindo as últimas atuações, e colocou Fabrício. E logo Fabrício viria a marcar o gol do título. Quatro minutos depois de entrar, o jogador aproveitou jogada de Wendell pela esquerda e marcou o gol que deu o título Cearense ao Fortaleza. Clodoaldo terminou como artilheiro do campeonato. O Baixinho marcou 19 gols, cinco a mais que o vice, Paloma, do Limoeiro.

2004



Fortaleza venceu o Ceará no primeiro turno pelos placaras de 0x0 e 4x2. No segundo turno, o rival vence. A disputa vai para o STJD que marca uma nova disputa. O Ceará não vai a campo e o Fortaleza é confirmado como campeão de 2004. Na Série B, o Fortaleza demonstra força, raça, garra e sem demonstrar cansaço, consegue acesso a Série A. Na partida decisiva, o Fortaleza precisava vencer o Avaí no Castelão por 2 gols de diferença e torcer para que o Bahia (que jogava em casa), não vencesse o Brasiliense. O Bahia perdeu de 3x2 e o Fortaleza conseguiu o placar que lhe interessava com gols de Marcelo Lopes e Ronaldo Angelim. Este último se tornou um dos maiores ídolos da torcida Tricolor.

2005



Com a vaga na primeira divisão garantida, o Fortaleza sofreu no Campeonato Cearense, mas conseguiu o título na partida decisiva graças a vitória por 1x0 tanto no tempo normal quanto na prorrogação. Os gols foram de Clodoaldo. Com a conquista de 2004 garantida, o Tricolor se sagrava Tricampeão estadual. No Brasileirão, o Tricolor fez uma de suas maiores campanhas na competição sob liderança de jogadores como Bosco, Amaral, Angelim, Erandir, Lúcio e Rinaldo.

2007



Sob presidência de Marcello Desidério, o Fortaleza conquistou o campeonato ao vencer o Icasa por 1x0, gol de Rinaldo. O público da final é recorde entre um time da capital e outro do interior: 55 mil pagantes.

2008



Liderado por Paulo Isidoro, o Tricolor conquistou o Bicampeonato ao vencer novamente o Icasa no estádio Castelão. A partida terminou em 4x2, com gols de Taílson, Paulo Isidoro, Osvaldo e Rômulo. Mais de 40 mil pagantes compareceram a partida.

2009



Apostando na categoria de base contra o favoritismo do Ceará, o Fortaleza superou as desconfianças e conquistou mais um Tricampeonato na sua vasta história de glórias e tradição. No primeiro jogo, vitória por 2 a 1, com gols de Wanderley e Guto. No segundo e decisivo jogo, empate em 1 a 1, com gol de Marcelo Nicácio e brilhante atuação do goleiro Douglas, que segurou o resultado nos minutos finais.

2010



Novamente enfrentando o favoritismo do rival, o Fortaleza superou os altos e baixos e conquistou o inédito Tetracampeonato. No primeiro jogo, vitória merecida por 1 a 0, com gol de Paulo Isidoro, de cobertura. No segundo jogo, vitória injusta do rival por 2 a 1. Nas cobranças de penaltis, consagração do goleiro Fabiano. O arqueiro Tricolor pegou dois penaltis e o Fortaleza venceu por 3 a 1, conquistado o seu quarto campeonato seguido.

2012



Sob liderança do presidente Osmar Baquit e do diretor de futebol Jorge Mota, o Fortaleza disputou a Série C em busca da redenção e da vaga na Série B de 2013. Porém após uma campanha invicta em casa, a equipe não conseguiu chegar ao acesso, em um jogo disputado com o Oeste, primeiramente em Itápolis, onde o placar final foi de 1 a 1 e na 2ª partida, o Leão não conseguiu vencer, perdendo por 3 a 1 e permanecendo na Série C do Brasileiro.

2013



No Campeonato Estadual, o Fortaleza não repetiu boas campanhas de suas história e deixou a competição na fase semifinal, perdendo para o maior rival, Ceará. Já na Copa do Nordeste, o Leão conseguiu fazer um bom campeonato, mas perdeu para o campeão Campinense, na semifinal. Na Série C, novamente conseguiu grandes vitórias, mas foi eliminado pelo Sampaio Correa, na 1ª fase do campeonato.

2014



Sem participar da Copa do Brasil e Copa do Nordeste, o Fortaleza focou o início da sua temporada no Campeonato Cearense, onde chegou até a final e foi vice campeão, em jogo disputado com o Ceará. As duas partidas acabaram empatadas em 0 a 0, porém como o time alvinegro tinha a vantagem, ficou com a taça. Na Série C, mais uma vez, o Leão fez uma ótima campanha, ficando invicto em casa, porém no "jogo do acesso" para a Série B, o Macaé ficou com a vaga. No 1º jogo realizado no Rio de Janeiro, o Tricolor empatou sem gols com a equipe mandante e a 2ª partida também acabou em empate, desta vez por 1 a 1, o gol fora de casa concedeu a vaga a equipe carioca.

2015



Em 2015, após mudança na diretoria executiva, agora sob o comando do presidente Jorge Mota e diretor de futebol, Marcelo Paz, o Fortaleza foi Campeão Cearense de Futebol, evitando o pentacampeonato do maior rival e voltando a subir ao pódio depois de quatro anos. No 1º jogo das finais, o Leão venceu o Ceará por 2 a 1 e empatou o 2º confronto em 2 a 2, com gol de Cassiano no último minuto de jogo. Na Copa do Nordeste, o Leão foi eliminado nas quartas de final da competição, nos pênaltis, para o Sport, único time nordestino participante da Série A do Brasileiro. Agora, o Tricolor se prepara para a Série C do Brasileiro, tentando mais uma vez a vaga para a 2ª divisão nacional.
1 2 3 4 5 6